Cinema e psicanálise - Dunker, Christian Ingo Lenz (Autor), Rodrigues, Ana Lucilia (Autor) Ver maior

Cinema e psicanálise - Dunker, Christian Ingo Lenz (Autor), Rodrigues, Ana Lucilia (Autor)

9788554862251

Produto novo

O feminismo, tanto no cinema quanto de maneira geral, tem como ponto de partida textos protofeministas, como O segundo sexo, de Simone de Beauvoir, no qual se encontra a célebre reflexão de que não se nasce mulher, mas sim se exercita constantemente o ser mulher, para tornar-se mulher.As primeiras manifestações da onda feminista mostraram que o machismo cinematográfico, da mesma forma que o machismo do mundo real, é multiforme no que se refere à representação da mulher na grande tela, especialmente percebido pelos estereótipos negativos virgens, putas, vamps, interesseiras, joguetes eróticos que demonizavam ou transformavam as mulheres em objetos sexuais, alocadas no bordel de celuloide. A beleza do corpo feminino era empregada para interromper o a...(Resumo completo abaixo)

Mais detalhes

Em estoque

R$ 32,00

Mais informações

O feminismo, tanto no cinema quanto de maneira geral, tem como ponto de partida textos protofeministas, como O segundo sexo, de Simone de Beauvoir, no qual se encontra a célebre reflexão de que não se nasce mulher, mas sim se exercita constantemente o ser mulher, para tornar-se mulher.As primeiras manifestações da onda feminista mostraram que o machismo cinematográfico, da mesma forma que o machismo do mundo real, é multiforme no que se refere à representação da mulher na grande tela, especialmente percebido pelos estereótipos negativos virgens, putas, vamps, interesseiras, joguetes eróticos que demonizavam ou transformavam as mulheres em objetos sexuais, alocadas no bordel de celuloide. A beleza do corpo feminino era empregada para interromper o andamento da narrativa, com close-ups dos quais emanava um poder mágico e erótico. Assim, o sujeito masculino era o condutor ativo da narrativa; e o feminino, um objeto passivo, uma mera passageira no mundo cinematográfico.As teóricas feministas que se voltaram contra essa situação revisitaram a questão autoral, a partir de uma perspectiva feminista, na busca de uma linguagem cinematográfica capaz de expressar o desejo feminino, o que se materializou em produções de diretoras consagradas, como Agnès Varda, Naomi Kawase ou Chantal Akerman, entre outras que vão além da guerra dos sexos e das identidades de gênero.

Código de Barras: 9788554862251

Tipo de Item: Livro

Formato da Edição: Brochura

Data de Lançamento: 09/09/2019

Origem: Brasil

Idioma: Português

Título: Cinema e psicanálise

a tela do feminino ao feminismo

Autor(es): Dunker, Christian Ingo Lenz (Autor), Rodrigues, Ana Lucilia (Autor)

ISBN: 9788554862251

Número de Páginas: 128

Editora: nVersos

Selo: Editora nVersos

Área: Artes

Assuntos: Cinema,Psicanálise,Feminino,Feminista

Classificação indicativa: Livre para todos os públicos

(Todos os dados acima conforme informados pela editora)